4 mitos e verdades sobre ganho e perda de peso no inverno



O inverno já está aí e, com ele, começam as mudanças de hábitos: mais comilança e menos exercícios. Além disso, surgem as crenças típicas da época. Será que preciso comer mais para manter o corpo aquecido? Não preciso treinar tanto, já que o metabolismo fica mais acelerado no frio?

Para entender o que, de fato, acontece com nosso corpo no inverno, a Dra. Claudia Chang, pós-doutora em endocrinologia e metabologia pela USP e membro da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM); cita os 4 maiores mitos e verdades sobre a perda ou o ganho de peso durante a estação.

Pessoas engordam no inverno porque sentem mais fome

Mito. Com a redução das temperaturas, o corpo passa a necessitar de mais energia para gerar calor e manter a temperatura corporal adequada. Como nossa energia vem do que comemos e de nossas reservas de energia, o organismo manda sinais para aumentar a fome. No entanto, essa energia a mais que ingerimos é gasta na produção de calor. O problema é quando o consumo de alimentos ultrapassa a necessidade real do organismo.

“Nessa época do ano, as pessoas costumam ficar mais em casa (no momento atual, mais ainda!), pois nem todo mundo gosta de encarar o frio na rua. Ficar muito tempo dentro de casa facilita o acesso aos alimentos (e a tendência é optar pelos mais calóricos, como bolacha, chocolate ou pães). Pior: se houver algum transtorno emocional associado (ansiedade e/ou depressão), pode haver maior dificuldade de controle alimentar e a pessoa acaba descontando na comida, explica Claudia Chang.

O organismo precisa de mais comida no inverno

Verdade. A comida serve como um combustível para produção de calor no nosso corpo. Sendo assim, a necessidade de se alimentar se torna maior para elevar a temperatura corporal.

Segundo a endocrinologista, estudos com animais indicam que há um aumento da ingestão de alimentos durante a exposição às baixas temperaturas. “Entretanto, esse maior consumo é acompanhado por um aumento da taxa metabólica basal (energia que o corpo gasta em repouso), o que mantém um equilíbrio e não leva ao ganho de peso”.

O inverno é uma excelente época para emagrecer

Verdade. Neste período, o metabolismo acelera, já que o corpo precisa produzir mais calor. Este processo ativa mecanismos que estimulam a queima de gorduras acumuladas, podendo atingir um aumento de até 10% da queima calórica. No entanto, para isso ocorrer, é fundamental manter uma alimentação equilibrada e não exagerar nos fondues e chocolate quente.

Podemos treinar menos no inverno, já que o frio acelera o metabolismo

Mito. “Com o metabolismo mais acelerado, a prática de atividade física trará mais resultado para o emagrecimento. Até porque não devemos esquecer que exercitar o corpo não é só pela estética, mas para manter a saúde física, mental e, consequentemente, uma boa qualidade de vida”, conclui Claudia Chang.