Como contribuir para uma moda mais justa e ecológica



A indústria da moda é uma das que mais polui, e além de poluir é responsável pelo uso de mão de obra infantil e escrava. Já temos roupas o suficiente no mundo, até mais do que o suficiente. Então foi assim que o brechó e marca de upcycling de Dana Cho, Kotcheun (꽃채운 - cheio de flores) foi criada, no intuito de incentivar a circulação de roupas de segunda mão.

O conceito e os objetivos principais da marca são inspirar as pessoas a se libertarem de roupas que não usam ou não precisam e assim, deixando que outras pessoas deem um novo significado para essa peça e contribuir para uma moda mais justa, ética e ecológica.


Tudo começou apenas pelo Instagram com postagens de fotos de looks que já estavam no armário de Dana sem uso, mas o brechó foi crescendo cada vez mais e acabou virando uma marca de upcycling também, com criação de roupas a partir de retalhos de tecidos que seriam descartados. Esse ano Kotcheun vai completar 2 anos de aniversário.


Ela não lembra quando exatamente começou a criar o hábito de ir em brechós e garimpar roupas, mas sempre gostou muito da experiência de sair e ver roupas antigas e únicas que nunca tinha visto.


Além de gostar de garimpar, uma das coisas que mais gosta é ser dona de uma marca pequena e fazer tudo sozinha conseguindo assim, ter contato próximo com cada cliente.

Se inspira em outros brechós onlines e físicos. Ela não enxerga outros brechós como competição, quanto mais brechós existirem no mundo, melhor, para o ambiente e para que exista uma mão de obra justa e digna.

Para comprar, basta entrar no Instagram @kotcheun e escrever nos comentários que tem interesse.