Ipanema potencializa sua Jornada Sustentável com lançamento de Recria

A nova coleção revisita seus clássicos para transformá-los em modelos com 60% de material reciclado


A Ipanema traz uma grande novidade para o segundo semestre: sempre pensando em como oferecer os melhores produtos para suas consumidoras, chegou a vez de reforçar seu comprometimento com uma jornada cada vez mais sustentável.


Campanha Ipanema Recria | Créditos: Divulgação

Os esforços para um consumo mais responsável não são de hoje, e para contar essa história a marca lança Recria, sua nova coleção de sandálias produzidas com 60% de material reciclado, aproveitando sobras de seus processos fabris. A iniciativa, além de endossar os pilares da Ipanema, tem como objetivo comunicar às consumidoras que o plástico utilizado fecha sua economia circular por meio de processos de reciclagem. Ipanema disponibilizará também pontos de acolhimento em todos os Clubes Melissa do Brasil, convidando suas consumidoras a descartarem corretamente aqueles pares que estão sem mais nenhuma opção de uso, reuso (doação) e troca. As sandálias recolhidas serão direcionadas para recicladores homologados.


A Ipanema uniu-se também com a C&A Brasil pensando em melhores formas e práticas para diminuir o impacto e o desperdício de materiais no meio ambiente. A partir de um projeto piloto, as consumidoras poderão também descartar os produtos em 30 lojas da rede, numa ação inédita entre a marca Ipanema e a varejista, na busca pela democratização de iniciativas de menor impacto. O programa, que contará com urnas para coleta das sandálias, será gerenciado pela Grendene e a C&A cederá o espaço nas lojas.

Esta ação faz parte dos três grandes pilares criados pela Ipanema para sua jornada de menor impacto: pessoas, processos e produtos. A coleção foi concebida por meio de material e processos com menos impacto socioambiental, aliado a sandálias com preços democráticos para todas as brasileiras.


Recria pode ser uma novidade no portfólio, mas vem também para dar luz a algumas premissas que já estão no coração da marca: todas as sandálias da Ipanema são compostas por material 30% reciclado, são 100% recicláveis, veganas, não tóxicas e produzidas com energia limpa e cruelty free (sem nenhum tipo de testes em animais). Isso significa que não é utilizado nenhum componente de origem animal nos processos, conferido à marca registro na Vegan Society®; que a energia utilizada provém apenas de fontes renováveis (com emissões baixas ou zeradas de carbono), além de não conter nenhum tipo de material tóxico em sua composição, possuindo certificações SMETA, Ouro da Abvtex e sendo destaque no Índice de transparência da Moda Brasil do movimento Fashion Revolution. A marca também trouxe este olhar cuidadoso para suas embalagens certificadas FSC, que passam a partir deste mês a serem confeccionadas em material de menor impacto. Nos pontos de venda, mais novidades: os cabides que acomodam as sandálias foram produzidos com material 100% reciclado proveniente de embalagens de sorvete e de margarina.


Acessível para todos os bolsos:

Recria também tem como missão democratizar o acesso a produtos que tenham menor impacto, e por isso suas sandálias possuem preços que variam entre R$ 19,99 e R$ 49,99. Isso, é claro, sem abrir mão de informação de moda e conforto. No design dos calçados, a grande novidade fica por conta da utilização de material biobased, ou seja, recurso de origem renovável, com a adição de resíduos de casca de arroz, que além de conferir às sandálias uma textura elegante e inusitada, torna-se mais uma forma da Ipanema incluir em seu processo de fabricação um material que outrora não teria uso comum.

As cores variam em tons de nude, passando pelo preto e brincando com nuances de rosa. A cartela de cores foi pensada também sobre uma perspectiva de menor impacto, e por isso as sandálias Recria não possuem pintura.