Pedagoga, terapeuta holística e palestrante motivacional, conheça a história de Aline Dalcin

A VAMOnline conversa com todos os segmentos que a moda inclui, sempre com a missão da democratização de conteúdos para pessoas que estão na vida real.


Desta vez, nossa parceira RL assessoria nos conectou com a gaúcha Aline Dalcin, 39 anos, agropecuarista, pedagoga, terapeuta holística e palestrante motivacional, que nos conta sobre a sua trajetória do interior do Rio Grande do Sul para o mundo: "Jamais imaginei chegar onde estou porque quando era adolescente era chamada pela família de muda pois eu pouco falava, e hj trabalhando a neuroplasticidade do meu cérebro e saindo totalmente da zona de conforto e estando confortável até no desconfortável daí eu fui expandindo o meu limite."


Leia abaixo e conheça a trajetória da profissional:


Desde criança sentia que eu tinha algo a mais do que poderia ser visto ou tocado, era algo intangível.

Sempre soube o que eu queria na minha vida, casei com 16 anos incompleto com meu primeiro namorado Ezequiel Dalcin e hoje temos 2 filhas, a Isabelle de 19 anos que cursa medicina e a Nicolle de 1 anos que é a artista da família.

Sempre gostei de ser dona de casa, cozinhar para a minha família, cuidar das crianças e da casa, construir uma família sempre foi meu sonho.

Entrei para o mundo do autoconhecimento com 32 anos e nunca mais parei, fiz da minha paixão o meu trabalho e tudo o que fez sentido para mim positivamente eu levo para as pessoas, principalmente o que o meu corpo e minha alma experienciou.


Abri uma clínica Aline Dalcin e tenho vários parceiros que oferece o melhor em terapias para as pessoas, fui para a tv e durante 6 meses eu e meu colega Gennesio Mendes apresentávamos o programa terapia combrasil, também fui fazendo muitas lives em forma de entrevista com pessoas comuns e histórias extraordinárias e tbm com mitos e muitos artistas do Brasil, sempre extraindo o melhor de cada um e deixando sempre os meus convidados extremamente confortáveis, dessas parcerias fiz muitos amigos e o meu nome foi crescendo no mundo digital como influenciadora da exposição da consciência e palestrante motivacional, devido a muitos convites para eu dar entrevistas para várias emissoras eu resolvi terminar o meu ciclo no programa de tv.


Jamais imaginei chegar onde estou porque quando era adolescente era chamada pela família de muda pois eu pouco falava, e hj trabalhando a neuroplasticidade do meu cérebro e saindo totalmente da zona de conforto e estando confortável até no desconfortável daí eu fui expandindo o meu limite.


Sou do interior de São Borja-RS, praticamente no meio do mato, sou a moça da roça, sou a quarta filha do Enio e da Marley, cresci tomando banho de lago com meus irmãos trigêmeos Gustavo, Ricardo e Enio, cresci no meio da natureza, dos animais, de tirar o leite da vaca e beber na hora com um pãozinho quentinho que minha vó fazia.


Por isso que eu nunca imaginei que eu cresceria tanto profissionalmente, porque eu sou a minha essência, eu não visto um “personagem “para vender, ofereço o que eu sou ,ofereço a minha verdade.

Eu não sou melhor do que ninguém eu sou só a pessoa que foi na “aula ”e aprendeu e principalmente experienciou tudo e foi vendo o que dava resultado ou não.


O que eu quero levar para as pessoas é que todos nós somos conectados, quase 8 bilhões de pessoas conectadas, que a cooperação é melhor que a competição, que somos seres infinitos e potentes, que dentro de nós existe um poder absoluto é surreal é que nunca estaremos sós, seja lá qual o seu Deus que vc acredita, ele sempre estará conosco, mais precisamente dentro de nós.


Quero mostrar para as pessoas que elas podem escolher por si, e principalmente fazê-las refletir sobre quais escolhas estamos fazendo do nascimento até o cemitério e que estamos aqui para evoluirmos, a nossa consciência do vem para aprender coisas que nos elevam, nós é que nos “perdemos “ no decorrer do percurso.


O que eu posso citar para as mulheres é que, desabroche a Deusa que está adormecida dentro de você, se ame do jeitinho que és, lá onde achamos que são os nossos defeitos e vulnerabilidade, lá é o de está a nossa força .


Pratique o auto amor, a auto gentileza, auto compaixão. Comece a se olhar no espelho no fundo dos seus olhos, lá bem no fundo onde você nunca olhou e você vai virar uma chave na sua vida e você se verá de uma puta forma, uma forma bem mais bonita.

Goste tanto de você, mas tanto que você emanara essa auto amor por ressonância para a sua família, para a sua comunidade, para os seus clientes, para o seu estado, país, enfim para o mundo.


Eu acredito que se tu tiver controle emocional, paciência, clareza, tu irás longe, pois sempre onde Deus me colocava eu ficava e fazia o meu melhor, com as ferramentas que eu tinha em cada época da minha vida, eu nunca briguei com a vida e com o mundo, eu me adaptava e fazia tudo de corpo e alma, eu nunca tive expectativas, eu só fazia, sempre fui guiada pela minha intuição, eu fazia e pronto, nunca esperei nada em

Troca, raramente tive apegos a resultados pois todo apego gera expectativa e toda expectativa gera frustração.

Nunca fui imediatista, eu como sou do agro eu sei que tem o tempo do preparo do solo, da semeadura, do regar e da colheita.


O sucesso das minhas palestras se deu pelo motivo de que eu fazia o meu melhor, sem expectativas, não queria nada em troca, era para um bem maior ,de todas as lives/ entrevistas que eu fiz, para mim fazer com a minha tia, com o pedreiro amigo meu, com as minhas filhas e com os artistas que eu fazia, não tinha nenhuma diferença, porque ali era duas consciência trocando ideias, trocando experiências, trocando dicas, eu, eles e as pessoas que estavam ali conosco.



Eu acho lindo e admiro muito as mulheres, todas elas estão de alguma forma no poder, toda criação vem de uma mulher, toda criação vem de um

Feminino.


De alguma forma ou de outra você mulher que estás lendo essa matéria saiba que você está no poder e você só tem que saber disso e não precisa provar nada para ninguém, você é incrivelmente incrível, nunca esqueça disso e conectar-se ao teu feminino ancestral vai aumentar ainda mais esse teu poder.


Eu era uma pessoa exigente, vim de uma criação rígida pois meu pai era do quartel e sou extremamente grata a ele, pois dessas minhas exigências eu pude sempre fazer escolhas sadias para a minha vida, porém demorei quase 4 décadas para entender que não precisamos sermos perfeitos os fazermos perfeitamente as coisas e sim só fazer, pois a vida é movimento, nada está parado, tudo está se movendo, pois tudo é energia e se você esperar as condições perfeitas para fazer algo isso vai te impedir de conseguir o que desejas em teu coração.


Nunca tive problemas com invasão de privacidade, até porque quem cria os limites da minha vida sou eu. E sobre críticas é óbvio que sofri muitas críticas, principalmente quando eu era adolescente por ser da roça era como se não deixassem eu pertencer, me lembro que quando eu tinha uns 12 anos minha mãe me colocou numa turma de dança na cidade e eu cheguei na academia para dançar com a turma e todas as meninas olharam para mim e cabisbaixo falaram, essa daí vai dançar.


E até hj tem críticas , em muitas lives, palestras e entrevistas sempre tem as pessoas que não estão de bem consigo mesmo e colocam para fora as suas sombras para se sentirem melhores e eu como terapeuta sei disso então não compro como verdade pois eu só aceito feedback, críticas construtivas de quem está no meu time, de quem está na “trincheira “comigo, de quem conhece a minha história e não de quem me viu uma vez na vida.

Eu me inspiro em muitas pessoas, principalmente quem veio antes de mim, meus avós, meus pais, meu pai foi diagnosticado com parkinson a 20 anos e eu vejo que eu sou a resiliência dele, a minha mãe foi para a carreira política aos 48 anos e ficou 4 mandatos e ela abriu para eu comunicar, meu marido me inspira, minhas filhas, desde o pedinte da rua que me pediu moedas até a pessoa mais famosa do Brasil que eu entrevistei, pois eu vejo a alma dessas pessoas e não o personagem que elas representam. Somos todos iguais então conseguimos olhar o belo até onde nos ensinaram que era feio.

Criamos estereótipos, porém quem se conecta de centelha para centelha vai sentir o belo onde Jamais imagina existir.

Como ser uma pessoa de sucesso?

Talvez seja fazer o que tu escolhe fazer com as ferramentas que tu tens, fazer sem expectativa, fazer o que tu se propõem a fazer de corpo e alma, ser auto confiante, ser original, ir se adaptando, sair cada vez mais da zona de conforto pois nada cresci ali, entender o teu limite, comemorar cada mínima conquista, ser grato, fazer com paixão.

Ter escolhas, preferências porém não apego, se tiver que mudar mude, se adapte ao novo, siga a tua intuição, seja paciencioso com o teu processo.


E principalmente saber de onde veio e nunca esquecer de onde veio, pois quem não sabe isso, nunca saberá para onde ir.