top of page

Caderno Gaúcho: A história de Porto Alegre, conheça a capital gaúcha

A cidade de Porto Alegre tem como data oficial de fundação 26 de março de 1772, com a criação da Freguesia de São Francisco do Porto dos Casais. O povoamento, contudo, começou em 1752, com a chegada de 60 casais portugueses açorianos trazidos por meio do Tratado de Madri para se instalarem nas Missões - região do Noroeste do Estado - que estava sendo entregue ao governo português em troca da Colônia de Sacramento, nas margens do Rio da Prata. A demarcação dessas terras demorou e os açorianos permaneceram no então chamado Porto de Viamão, primeira denominação de Porto Alegre.

Em 24 de julho de 1773, Porto Alegre se tornou a capital da capitania, com a instalação oficial do governo de José Marcelino de Figueiredo. A partir de 1824, passou a receber imigrantes de todo o mundo, em particular alemães, italianos, espanhóis, africanos, poloneses, judeus e libaneses. Este mosaico de múltiplas expressões, variadas faces e origens étnicas, religiosas e linguísticas, faz de Porto Alegre, hoje com quase 1,5 milhão de habitantes, uma cidade cosmopolita e multicultural, uma demonstração bem sucedida de diversidade e pluralidade.

Em meio a diversidade nasceu um sentimento de orgulho gaúcho, povo com costumes e tradições bem definidas que viaja pelo Brasil com esse sentimento de raízes fortes no peito. Dessa forma, o campo fértil da capital do Rio Grande do Sul deu origem a artistas ilustres como o diretor e fotógrafo Gilberto Perin, a apresentadora Fernanda Lima, a artista plástica Ana Aita e as atrizes Julia Lemmertz, Sheron Menezzes, Tainá Müller, entre muitos outros.

“Acho que Porto Alegre é bem singular. Não sei se é devido às bipolaridades políticas, futebolísticas ou de temperatura, mas tudo naquela cidade é intenso. Mal dá tempo de sentir saudade, já que em São Paulo estou o tempo todo rodeada de gaúchos” ressaltou Tainá Muller relembrando a cidade natal em uma entrevista.


Pontos turísticos e históricos

Porto Alegre conta com 608 praças e 8 parques. Entre eles estão: o Parque Marinha do Brasil, o Parque Moinhos de Ventos, o Parque Farroupilha (Redenção) e o Parque Maurício Sirotski Sobrinho (Harmonia).

Centro Histórico

Uma boa maneira de começar a descobrir Porto Alegre é pelo Centro Histórico, onde história e cultura formam um museu a céu aberto. Mais de 80% do patrimônio arquitetônico da Capital está nesta região: são museus, teatros, centros culturais, bibliotecas, igrejas, praças e monumentos, o que sugere uma bela caminhada:

Mercado Público Central: o prédio de 1869 tem mais de cem bancas de especiarias nacionais e importadas, produtos regionais, religiosos, artesanais, entre outras opções. Restaurantes (alguns centenários), cafés, lanchonetes e feiras curiosas, como de discos de vinil e gibis, compõe o cenário.

Praça da Alfândega: a praça, por si só um cartão postal da cidade, abriga em seu entorno espaços culturais, como o Santander Cultural, o Museu de Arte do Rio Grande do Sul e o Memorial do RS. Aproveite E siga pela Rua dos Andradas em direção à Casa de Cultura Mário Quintana e à Igreja das Dores (mais antiga igreja de POA), com sua monumental escadaria.

Praça Mal. Deodoro: também conhecida por Praça da Matriz ou Praça dos Três Poderes, é circundada pela Assembleia Legislativa do RS, Palácio Piratini (sede do governo estadual), Catedral Metropolitana e pelo Theatro São Pedro, inaugurado em 1858. Saindo da Praça Mal. Deodoro, siga pela rua Duque de Caxias, onde você vai se deparar com uma bela vista da região a partir do Viaduto Otávio Rocha.

Sítio “O Laçador"

Representação do homem rio-grandense que, com sua pilcha (traje típico gaúcho), transparece a cultura do seu povo. Tombado como patrimônio histórico do município de Porto Alegre. É símbolo porto-alegrense e rio-grandense.

Orla

O Parque Urbano da Orla do Guaíba é um gesto importante da Prefeitura de Porto Alegre, devolvendo para a cidade e seus cidadãos o uso e apreciação de um de seus mais preciosos patrimônios naturais: a Orla do Guaíba. Com extensão de 72km, é um dos grandes atrativos da cidade. Mas, além da reverenciada paisagem, a orla é um movimentadíssimo local de lazer e de atividades esportivas, facilitadas pelos espaços e pela infraestrutura instalada, como o trecho revitalizado no Parque da Orla Moacyr Scliar, o Parque do Pontal, o Parque Marinha do Brasil, o Atracadouro Público da Usina do Gasômetro, a Fundação Iberê Camargo e os clubes náuticos.

Ademais, com um forte cenário cultural a cidade conta com 21 faculdades, universidades e centros universitários privados e 3 universidades públicas, sendo estas a UFRGS – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, a UFCSPA - Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre e a UERGS -Universidade Estadual do Rio Grande do Sul estando entre as melhores do Brasil.


Para fechar com chave de ouro o espírito gaúcho, a capital Porto Alegre abriga os 2 maiores times do sul: Grêmio e Internacional dando origem ao clássico ‘’grenal’’ duelo de clubes rivais que culmina na união dos gaúchos.


Em outubro de 2008, jornalistas nacionais e internacionais foram consultados pela revista Trivela e elegeram o Grenal como o "maior clássico do Brasil", isso porque o Grenal praticamente divide ao meio todo o estado do Rio Grande do Sul. Em abril de 2016, a revista inglesa FourFourTwo classificou o clássico como o maior do Brasil e o oitavo maior do mundo.


Em outubro de 2008, jornalistas nacionais e internacionais foram consultados pela revista Trivela e elegeram o Grenal como o "maior clássico do Brasil", isso porque o Grenal praticamente divide ao meio todo o estado do Rio Grande do Sul. Em abril de 2016, a revista inglesa FourFourTwo classificou o clássico como o maior do Brasil e o oitavo maior do mundo.

Foto 1

Descrição: Avenida Borges de Medeiros na década de 30

Créditos: Prefeitura de Porto Alegre

Foto 2

Descrição: Porto Alegra vista aérea na década de 50

Créditos: prefeitura de Porto Alegre

Foto 3

Descrição: obra de Gilberto Perin

Créditos: Fake Photos (2019), de Gilberto Perin

Foto 4

Descrição: escultura de Ana Aita

Créditos: prefeitura de Porto Alegre

Foto 5

Descrição: fotocolagem de Tainá Muller em meio a símbolos gaúchos

Créditos: NossaUOL

Foto 6

Descrição: parque da redenção

Créditos: Eduardo Beleske

Foto 7

Descrição: mercado público

Créditos: Joel Vargas

Foto 8

Descrição: praça da Alfândega

Créditos: Joel Vargas

Foto 9

Descrição; praça Marechal Deodoro

Créditos: Brayan Martins

Foto 10

Descrição: estátua do Laçador

Créditos: Eduardo Beleske

Foto 11

Descrição: pôr do sol na Orla Moacyr Scilar

Créditos: Cesar Lopes

Foto 12

Descrição: vista aérea da Orla

Créditos: gaúchaZH

Foto 13

Descrição: entrada da UFRGS

Créditos: SECOM UFRGS

Foto 14

Descrição: programa do primeiro grenal em 1909

Créditos: domínio público

Foto 15

Descrição: grenal em 1967

Créditos: domínio público


Projeto executado: Edital Criação e Formação Diversidade das Culturas realizado com recursos da Lei nº 14.017/20 (Lei Aldir Blanc).

ความคิดเห็น


bottom of page