Startup brasileira desenvolve jogo no metaverso

Startup brasileira desenvolve jogo no metaverso

A Reward Hunters está lançando nos Estados Unidos o primeiro game brasileiro integrado ao mercado Blockchain: Battle of Sotiras. “Reunimos o que há de mais competitivo nos battle royale e vinculamos a um único game dentro do Blockchain”, anuncia Leandro Baccari, head da empresa. Ballte royale são jogos que mesclam sobrevivência, exploração e caça por recompensas e equipamentos.


“Estruturamos um jogo para gamers profissionais e para quem está querendo conhecer esse novo mercado e como estamos integrados com o Blockchain oferecemos aos jogadores a capacidade de ganhar recompensas na Binance Smart Chain (BEP 20), que é nossa parceira nesse empreendimento”, detalha Baccari. Ele conta mais sobre a sua iniciativa nesse ping-pong.


Como surgiu a ideia?

Leandro Baccari: Eu me interesso por esse mercado de criptoativos desde a faculdade de Tecnologia da Informação. Estudei também contabilidade e desde novembro de 2019, iniciei uma prática mais ativa nesse mercado, ainda em ambientes de Exchange, ou seja, cripto ativos já consolidados. Foi a partir dessa experiência que, me aprofundando nesse mercado, conheci o mercado de alt coins, que são projetos iniciantes onde os investidores colaboram aportando recursos nos projetos. Ao longo de 2020, participando de diversos tipos de projetos - alguns que sobrevivem muito bem até hoje, outros que não conseguiram atingir o seu objetivo - fez com que eu pudesse perceber e entender que eu poderia criar um projeto diferenciado e explorar uma lacuna dessa camada da blockchain unindo duas paixões: game e criptomoedas.

Quando começou a sair do papel?

Leandro Baccari: O projeto começou a ser desenhando em fevereiro, em maio aprimorado, em junho lançado o white paper; em julho, definitivamente lançado em IDO na blockchain – rede BEP-20 Binance Smart Chain.


Quais as fases mais importantes?

Leandro Baccari: Esse projeto demanda novidades, diferenciais e ações diariamente, todas as fases foram importantes, mas sem dúvida, a fase de captação de recursos foi a que mais deu “frio na barriga”, pois os investidores tinham que acreditar na ideia e perceber o quanto o projeto era sólido, e aí atingi nosso primeiro objetivo. Conseguimos captar em uma pré-venda o total de 100 BNB (Binance Coin) o que foi destinado 85% para a liquidez do projeto (financeiro) e 15% destinado para marketing de lançamento do projeto. Valor da época de $ 31 mil dólares.


Quanto já foi investido?

Leandro Baccari: Aproximadamente R$ 130 mil reais.


De onde veio o valor?

Leandro Baccari: Recursos tiveram origem do próprio projeto, do recurso do CEO e de venda das NFT (artigos digitais do próprio projeto).


Qual sua expectativa como idealizador?

Leandro Baccari: O projeto é baseado na criação do próprio metaverso Reward Hunters Tokens. Temos uma cadeia de jogos baseado em nosso próprio sistema econômico e a intenção é desenvolver jogos com realidade aumentada e realidade virtual.


O objetivo para o primeiro jogo, sem dúvida é explorar todos os gamers que hoje sonham em tentar transformar esse lazer em uma profissão, mas encontram muita dificuldade na remuneração uma vez que dependem não só do seu desempenho como jogador, mas também de uma exposição de equipes e/ ou patrocinadores.


Desta maneira, podemos atingir não somente os jogadores que já conhecem a blockchain, mas também os gamers não criptos.