WD participa do Prêmio SIM à Igual Racial transmitido pelo Multishow e canta a sua música autoral

Participação aconteceu ao lado de Ruby e IZRRA a convite do Rodrigo Pitta, responsável pela direção artística do evento

O Prêmio Sim à Igualdade Racial 2022, promovido pelo Instituto de Identidades do Brasil e realizado no Teatro Riachuelo no Rio de Janeiro, foi transmitido pelo Multishow pelo terceiro ano consecutivo. O cantor WD participou do evento, performando a sua música autoral “Eu Sou”, com bailarinos em uma performance de alto nível ao lado da cantora Ruby e do cantor IZRRA. Com a canção, por exemplo, o artista teve grande destaque nos realities shows que participou pela América Latina.

A cerimônia de entrega do prêmio teve direção musical de Zé Ricardo e, este ano, contou com o conceito e direção artística de Rodrigo Pitta. “Hoje vejo o quanto esses últimos 14 anos foram cruciais para que eu vivesse este momento, estar nesse palco performando uma canção que saiu do meu coração, ao lado dos meus celebrando a vida em um país que faz questão de esfregar as estáticas na nossa cara diariamente é uma vitória! Seremos vozes, seremos resistência respeitando sempre a individualidade de cada um! Gratidão ao IDBR que lindamente faz esse prêmio acontecer! Se um preto chegou, fortaleçam a periferia!!!”, afirma WD.

O Prêmio SIM tem como objetivo reconhecer os principais nomes e instituições que atuam em prol da igualdade racial no Brasil. São 10 categorias que estão envolvidas dentro de três pilares: Cultura, Educação e Empregabilidade. As quatro categorias no pilar Cultura são: Arte em Movimento, Destaque Publicitário, Raça em Pauta e Influência e Representatividade Digital.

Estas categorias são dedicadas à indicações de cantores, produtores culturais/musicais e artistas negros e indígenas que tenham um portfólio com experiência consolidada.

A apresentação ficou por conta dos atores Ícaro Silva e Hélio de La Peña e das cantoras Karol Conká, Preta Gil, Larissa Luz e Katú Mirim. Além do WD, Xamã, Jorge Aragão, MC Kekel, WD, Ruby, IZRRA, Brisa Flow, DJ Cris Pantoja, Marivaldo dos Santos e Eliana Pittman fizeram performances musicais.

A celebração também fez um emocionante tributo à voz do milênio, Elza Soares, que faleceu no início deste ano. A cantora foi uma das atrações musicais da edição anterior do prêmio e foi uma figura importante para o instituto e para a luta antirracista no Brasil. A homenagem foi conduzida por Larissa Luz, artista que interpretou e emocionou o público no musical "Elza".

Nas três categorias do pilar Educação – Educação e Oportunidades, Inspiração e Intelectualidade – o objetivo é premiar iniciativas que buscam promover a igualdade racial através da educação, seja criando novas formas de acesso, narrativas e métodos de aprendizado.

Nas categorias do pilar Empregabilidade – Comprometimento Racial, Liderança e Trajetória Empreendedora – o objetivo é premiar empresas que valorizem e possuem práticas em prol da equidade racial, como programas internos, grupos de trabalhos e posicionamentos perante o público externo.

WD recentemente assinou o seu primeiro contrato de gravação com a Universal Music Brasil e prepara diversos lançamentos e novidades muito em breve. O artista tem mais de 85 mil ouvintes nas plataformas digitais, mais de 5 milhões de visualizações em seu canal oficial do YouTube e as suas redes somam mais de 1 milhão de seguidores que acompanham o seu trabalho.