Clija Chait, A empresária brasileira que se destaca cada vez mais no mercado internacional

A também idealizadora do Fanny’s, restaurante e café do The Academy of Motion Picture Museum, ou Museu do Oscar, conversa com a VAM Magazine

Nascida em Cerro Corá no interior do Rio Grande do Norte, Clija Chait foi criada por seus avós e foi assim que aprendeu sobre a gastronomia nordestina. Hoje casada e sócia de Bill Chait - renomado restaurateur - está à frente de mais de 20 empreendimentos nos Estados Unidos e Coreia do Sul, entre restaurantes, bares, loja de vinhos e padaria.

Aos 15 anos se mudou para a capital Natal, onde teve seu primeiro contato na área da gastronomia trabalhando em bares, fazendo e servindo coquetéis, depois começou a atuar na parte administrativa da gestão de restaurantes. Aos 24 anos foi morar em São Paulo, cidade que lhe abriu um mundo de possibilidades nesse ramo. Na época, trabalhou na administração das empresas e gestão de restaurantes italianos.


Em 2016, se mudou para Los Angeles onde fez um curso de extensão em contabilidade na UCLA (Universidade da Califórnia em Los Angeles) e após dois anos e meio estudando, começou a atuar na administração das empresas do casal. Situada em uma das áreas mais diversificadas do mundo, Clija explica que apresentar a gastronomia nordestina para grandes chefs e norte-americanos é um privilégio.


“Uma das minhas paixões é cozinhar, de forma despretensiosa, para meus amigos. Trazer um pouco do que a culinária brasileira tem como: o arroz de leite, a buchada de bode, a feijoada, a moqueca e muito mais para uma cultura completamente diferente, é desafiador e ao mesmo tempo prazeroso. Sempre que apresentamos um pouco da cultura brasileira e nordestina, me senti acolhida, respeitada e prestigiada. As pessoas são curiosas, estão sempre buscando o novo e dando oportunidade aos pequenos e grandes restaurantes. De certo modo nossa gastronomia é bem diferente do que eles estão acostumados, mas eles recebem os sabores e texturas sempre muito bem”, afirma.


Um de seus empreendimentos é a primeira aposta do casal na culinária brasileira. O restaurante tem como sócio o chef Rodrigo Oliveira. “A resposta tem sido ótima. Quando pensamos no Caboco, levamos muito em conta os brasileiros, mas de um modo que o conceito atenda a todos os públicos que estão na cidade. Los Angeles é um lugar cosmopolita”, diz Clija. O restaurante foi idealizado com o objetivo de levar aos americanos pratos típicos da cultura brasileira, como dadinhos de tapioca, torresmo, moqueca, dentre outros.