Dr. Rodrigo Schröder - "Aqui em casa meu filho não come nada de açúcar. Eu proíbo!"

O Médico fala sobre os hábitos e restrições de alimentos para as crianças

Nossos primeiros cinco anos de vida são fundamentais no desenvolvimento de nossos padrões alimentares e serão a base de nosso comportamento alimentar futuro. Portanto, o que comemos, quando comemos e quanto comemos são determinados pelo comportamento, crenças e hábitos que vemos em nosso ambiente mais próximo. Apesar das boas intenções de muitos pais em incentivar seus filhos a comerem alimentos saudáveis, é preciso ter cuidado.


A restrição excessiva parece estar associada a maior ingestão de energia e menor autor regulação energética em crianças muito pequenas (Faith 2004). Usar a comida como recompensa por comportamentos corretos aumenta a preferência das crianças por alimentos usados ​​como recompensa (Birch 1980) e, como você pode imaginar, ninguém recompensa seus filhos com brócolis por fazerem a lição de casa. De fato, recompensar a ingestão de alimentos saudáveis ​​com a intenção de fazê-los comer alimentos mais saudáveis ​​leva as crianças a acabarem por rejeitá-los (Birch 1982).


Restringir o acesso a alimentos que classificamos como proibidos causa o efeito oposto. Quando tais alimentos estão presentes, as crianças são incapazes de controlar as quantidades que comem, fazendo com que comam mesmo na ausência de fome real (Mischel 1989). Forçar as crianças a comer parece estar associado à menor ingestão de frutas e vegetais e maior ingestão de gordura em meninas adolescentes (Fisher 2002). O clássico “até comer as verduras não se levanta da mesa” ou “não tem sobremesa até comer o chuchu” gera, em última análise, a rejeição da comida imposta. É claro que o excesso de indulgência na alimentação também não é uma boa ideia, pois parece aumentar o risco de obesidade na vida adulta (Lissau 1994).


O que quero dizer com isto? A verdade é que, como muitas vezes acontece na nutrição, não tenho certeza de qual é a resposta. Mas talvez se gabar de que seu filho nunca prova açúcar seja apenas uma besteira. Mais uma.



Dr. Rodrigo Schröder é Médico & colunista VAM Magazine.

Agende o seu horário: aqui

Instagram: aqui