Augusto Gulum dá vida ao personagem Caco na série “Temporada de Verão” da Netflix

Ator e roteirista, Augusto Gulum, trocou carreira na engenharia para dedicar-se ao cinema e ao teatro. Além da série na Netflix, o ator também tem estreia marcada na HBO

O ator Augusto Gulum está feliz da vida com sua estreia no streaming. Ele está na série “Temporada de Verão”, com direção de Isabel Valiente e Caroline Fioratti, que estreou no dia 21 de janeiro na Netflix. Na trama, o ator de Lages, Santa Catarina, dá vida ao personagem Caco.

- A série precisava de um ator catarinense. Por conta da pandemia, fiz o teste em casa com a ajuda de uma amiga. Fiquei muito feliz em saber que tinha passado para o trabalho – diz Augusto sobre o processo de seleção para o papel.

“Temporada de Verão” conta a história de Catarina (Giovanna Lancellotti), Yasmin (Gabz), Diego (Jorge López) e Miguel (André Luiz Frambach), jovens adultos que, trabalhando em um resort paradisíaco, vivem um verão inesquecível, repleto de amor, amizades verdadeiras e segredos devastadores.

- Caco é um vilão. Um traficante que tenta conseguir a guarda compartilhada da filha que tem com Marília (Cynthia Senek). Ele não paga pensão e, ao invés disso, fornece drogas para que Marília venda e consiga bancar o sustento da filha Sofia (Alice Gattai). É uma relação abusiva, baseada em chantagem. Meu personagem aparece de surpresa nos últimos capítulos da trama - completa Augusto.

Além da produção da Netflix, Gulum também fará parte da segunda temporada da série “Pico de Neblina”, da HBO, com previsão de estreia ainda em 2022. Na trama, que tem direção de Ale Pellegrino e Quico Meirelles, ele interpretará o personagem Joselo, vivido por Fabio Marcoff, em sua fase jovem.

- Eu entro na trama para contar o passado dessa personagem, o Joselo, interpretado pelo ator argentino Fábio Marcoff. É um personagem chave que existe desde a primeira temporada. Vivo sua fase jovem, em um flashback que mostra como ele começou a sua história – diz o ator.

Gulum ainda fala da sensação de estrear em dois dos maiores streamings do mundo.

- É uma felicidade muito grande fazer parte de projetos como esses. Estudo e trabalho muito pra que as coisas aconteçam. O mercado artístico é bastante difícil e restrito. Pra ser ator tem que ralar muito. Não é nada fácil. Fico mais motivado e empolgado agora que começo a ganhar um pouco de espaço – ressalta Gulum.

Apesar de novo, 30 anos, Gulum já fez muita coisa pra chegar até aqui. Aos 16 anos, entrou na universidade e, aos 21, formou-se em Engenharia de Produção com homenagem recebida como melhor aluno da turma. Sua veia artística falou mais alto e ele partiu em busca do conhecimento que pudesse lhe abrir portas na área. Em 2014, deixou Lages, município localizado no interior de Santa Catarina (252 km de Florianópolis), para especializar-se em finanças em Santiago do Chile. Junto com a nova especialização, iniciou sua formação como ator e acabou apaixonando-se pelo mundo que descobriu. De volta ao Brasil, em 2016, fixou residência em São Paulo, onde ampliou seu conhecimento artístico em renomadas escolas de teatro, cinema e roteiro, participando de cursos e oficinas com grandes atores, diretores e escritores.

- Eu tive sorte de passar por muita gente boa. Cruzei o caminho de artistas e professores que me ensinaram coisas que vou levar pra sempre. São grande referências. Pessoas que admiro muito - diz.

Ao longo de sete anos, todo o seu esforço tem valido a pena e pode ser conferido em um currículo que abrange trabalhos em televisão, teatro, cinema, séries, além de diversas publicidades para importantes marcas nacionais e internacionais. No ano de 2018, Gulum fez uma participação na série “DesEncontros”, dirigida por Rodrigo Bernardo e Isabel Valiante, que foi exibida pelo Canal Sony.

- As pessoas me perguntam como foi a mudança de carreira e dizem que foi tudo muito radical, mas, pra mim, tudo foi acontecendo de forma bastante orgânica. Sempre tive muito apoio da minha família, sempre confiaram muito em mim. Acho que isso me deu segurança - conta Gulum, orgulhoso.

Além de atuar no mundo das artes, Augusto é empresário. Em 2020, durante a pandemia, ele criou a marca Fuerza Latina®, que traz em seu DNA um viés cultural que abrange a temática de cinema, música, teatro, dança, arte e culturas latinas, de um modo geral.

- A Fuerza Latina surgiu no meio da pandemia, como alternativa pra ganhar algum dinheiro pra bancar meus projetos artísticos e também pra pagar as contas, em um momento em que eu não tinha perspectiva nenhuma. Ela funciona de dentro do apartamento de um quarto que alugo na Santa Cecília (SP) e tem ido super bem. Meu estoque é dividido no meu quarto e no meu corredor. Eu faço tudo sozinho. Programei meu site, fiz o registro da marca, faço o desenho das peças, contrato fornecedores, fabricantes, faço a logística, as embalagens, os envios, o financeiro e por aí vai. Tudo funciona em uma escala pequena, mas fico muito feliz com a aceitação do público, já vendi pra quase todos os estados do Brasil, além de Chile, Argentina, Espanha, Portugal, Noruega e Estados Unidos - encerra Gulum.

Fotos Rayssa_Zago

Assessoria Mercadocom

Instagram oficial https://www.instagram.com/augustogulum/gulum/