top of page

Caito Maia comemora os 25 anos da Chilli Beans na capa da VAM Magazine

A história de Antonio Caito Maia Gomes Pereira, o criativo fundador da Chilli Beans.


Chilli Beans, a empresa brasileira que se tornou case de estudo em Harvard 3 vezes e fatura cerca de R$ 700 milhões por ano. Além disso, a empresa gera mais de 3.500 empregos e tem cerca de 804 franqueados. Apesar dos números impressionantes, o empresário pretende crescer ainda mais e atingir um faturamento de R$ 1 bilhão em cinco anos. Leia a entrevista a seguir e conheça absolutamente tudo sobre o empreendedor criativo e disciplinado.

Trajetória de Caito Maia

Antônio Caito Maia Gomes Pereira nasceu na Granja Viana, município da Grande São Paulo, em 1969. O seu pai era músico e dava aulas de piano. Desse modo, desde novo Caito queria ser um rock star.

Sendo assim, o seu grande sonho era estudar música nos Estados Unidos. Para isso, ele juntou dinheiro por um tempo e se mudou para os EUA, aos 18 anos de idade.

Nos EUA, ele fez um curso de verão na Faculdade de Música Berkeley, em Boston. Durante o tempo em que morou fora, ele veio ao Brasil algumas vezes.

Sempre que vinha, trazia consigo vários óculos de sol para vender para os amigos e pessoas próximas. Em relação a sua carreira na música, ele chegou a ser vocalista e guitarrista de uma banda de rock chamada Las ticas tienen fuego.

A banda chegou a fazer turnês pelo Brasil e foi indicada para uma das categorias do prêmio Vídeo Music Brasil, da MTV. Enquanto fazia parte da banda, Caito não deixava de lado a venda de óculos.

A banda não decolou e Caito Maia passou a focar apenas nos negócios. Dessa forma, ele abriu a sua primeira loja de óculos. A empresa se chamava Blue Velvet e era uma atacadista com um bom volume de vendas.

Apesar das boas vendas, a empresa não gerava caixa. Depois de alguns calotes, Caito Maia teve que fechar a companhia.

Como sobraram óculos da empresa, ele montou um quiosque de vendas no mercado Mundo Mix, um evento em São Paulo que vende roupas e acessórios e assim nasceu a Chilli Beans.

Chilli Beans

A Chilli Beans foi fundada em 1997 através do quiosque montado no Mundo Mix. Já em 2000, Caito Maia abriu um quiosque de vendas da Chilli Beans no Shopping Villa-Lobos, em São Paulo.

Já em 2002, Caito abriu a primeira loja de grife de óculos no shopping Ibirapuera. Posteriormente, a empresa expandiu sua atuação para o exterior. Sendo que a primeira unidade internacional foi em Portugal.

Depois disso, foi aberta uma loja nos EUA. Em 2006 o portfólio da empresa aumentou. Com isso, a Chilli Beans passou a vender também relógios e alguns outros acessórios.

Alguns pontos certamente contribuíram para o crescimento e sucesso da empresa. Por exemplo, ela fez parceria com marcas consagradas no mercado e criou linhas assinadas por artistas.

Além disso, a empresa adotou o modelo self-service, onde os clientes podem tocar e experimentar os produtos livremente. Por fim, outro grande diferencial é que mais do que óculos, a Chilli Beans vende estilo.

Shark Tank Brasil

Além da atuação na Chilli Beans, Caito também faz parte do programa Shark Tank Brasil. Desse modo, ele é um dos tubarões, isto é, jurados do reality sobre empreendedorismo.

Em resumo, no programa os empreendedores apresentam suas ideias de negócio e tentam convencer um dos tubarões a investir e se tornar sócio da empresa.

O programa conta com vários outros nomes de peso, tais como João Apolinário e Camila Farani.


SHOWMAN: Por Antonnio Italiano

Entrevista:

Quem inspirou você lá atrás para se tornar esse grande showman? Você se considera um? Não me considero um “show man”, mas eu gosto desse contato com a galera, em eventos e palestras. Minha formação é música, então sempre foi natural pra mim essa questão de estar no palco, essa energia que existe com o público, acho isso fundamental. Essa troca é combustível pra mim.


Como você desenvolveu a habilidade de tubarão para a comunicação? Como eu falei, o fato de ter começado a vida como músico, ser filho de músico, já trouxe um pouco disso no meu DNA, essa coisa de falar, interagir. Também sou uma pessoa extrovertida, que gosta muito do contato com as pessoas. Além de músico, sou vendedor né? A boa comunicação tem um papel importante nos meus desafios com a Chilli Beans, seja com o time, com o consumidor ou com o franqueado. Por isso eu desenvolvi e aprimorei isso ao longo dos anos.


Vive ainda momentos de sufoco ou já tem tudo planejado? Acabamos de viver o maior sufoco das nossas vidas, que foi a pandemia. Lojas fechadas, consumidor assustado. Quem previu isso? Quem estava planejado pra isso? Ninguém. Nem os governos, nem a Nasa estavam! Vivemos em uma época de mudanças constantes, em um ambiente dinâmico na velocidade da internet, então os imprevistos vão ocorrer sempre. Estar preparado para mudar com agilidade e velocidade é o que determina como as empresas vão reagir aos desafios, se bem ou mal.


Recentemente estive com Reynaldo Gianecchini para a produção da nova campanha para a Ótica Chilli Beans, acompanhei de perto toda a produção e o resultado final ficou INCRÍVEL! Caito, quem define o artista para ser o rosto da sua marca é você? Porque escolheu Reynaldo para esse novo lançamento? Quem define é a equipe da Chilli Beans: produto, design, marketing, comercial, eu participo dessa escolha. Trouxemos o Reynaldo por inúmeros fatores: tem carisma, estilo, personalidade, apelo com o público. É um cara democrático, que conversa com diversos públicos, e transpira bom gosto. Todos esses fatores entram no planejamento de todas as nossas campanhas, seja com quem for. E todos precisam, claro, ter aquela boa dose de pimenta na veia pra trazer para as nossas campanhas.


Como você identifica um bom empresário? Pra mim, o mais importante é o brilho nos olhos. A paixão pelo negócio, pela marca, é o fator determinante do sucesso. Amar aquilo que se faz acima de tudo.

O que aprendeu com a paternidade? A paternidade me trouxe inúmeros aprendizados, sobre a importância de ser o exemplo, do cuidado constante, da preocupação com a vida que você colocou no mundo. É um amor infinito.


Como não atrapalhar o casamento com tanto trabalho? O que mais ama na sua esposa, Denize Savi? Eu tenho uma equipe que me ajuda demais na Chilli Beans, me possibilitando equilibrar a vida pessoal e os negócios, mas claro que é um desafio constante, não só pra mim, mas pra todos que trabalham e tem uma família. Equilibrar isso nunca foi tão fundamental. Quanto à Denize, admiro demais a energia dela e a simplicidade com que ela encara a vida. Esse equilíbrio dela é admirável.


São mais de 12 anos de parceria com Rock In Rio, podemos esperar a Igreja na Cidade do Rock em 2022? Como surgiu essa ideia de casar as pessoas no evento? A gente estava buscando oportunidades para entrar no evento e olhamos essa opção. Aí pensamos: tem tudo a ver com a gente, um momento especial das pessoas nos shows de seus ídolos e que elas querem tornar ainda mais especial, junto com seus parceiros. Então foi meio que natural abraçar essa ideia. Esse ano estaremos de novo lá sim, claro, já virou tradição do festival.


Você concorreu ao VMB da MTV Brasil com a banda Las Ticas Tienen Fuego, na qual você era guitarrista e vocalista. Hoje, você ainda canta e toca? Defina a trilha sonora da sua vida. Toco sempre, na minha casa, para extravasar as energias. Toquei recentemente no meu casamento, foi muito legal, pessoal cantou junto, foi demais. A trilha sonora da minha vida tem muito Rock and Roll, claro, David Bowie, Rita Lee, Cazuza, Nirvana, Beatles, Ac/Dc, The Cure, Legião....tem muita coisa boa lá. Tô pensando até em fazer uma playlist e soltar pra galera.

Caito, como empresário, quais os maiores desafios como jurado do Shark Tank? Já se deixou envolver emocionalmente com as histórias de alguns candidatos durante o programa e no final se arrependeu de ter topado?

Na medida do possível, tento equilibrar o emocional com o racional. Claro que os números são importantes, vendas, fluxo de caixa, lucratividade, volume, margem – mas como citei, o brilho nos olhos do empreendedor pra mim é determinante. A paixão por vezes supera o balanço financeiro. Esse equilíbrio é o que procuramos por lá.


Cite os fatores que te fazem investir em um novo negócio: São muitos: a já citada paixão do empreender, um produto ou serviço com apelo com o consumidor – design inspirador, funcionalidade, inovação, além dos valores e princípios da marca. A soma de vários fatores é o que desperta o meu interesse como investidor.

Qual é a importância de uma formação acadêmica na sua área? É muito importante. Foi uma das coisas que me faltou lá no começo, e eu patinei por conta disso. E compensei com muita ajuda do time e disciplina. Por isso, sempre falo com os jovens que hoje em dia tem muita oferta de conteúdo, cursos, muita coisa online. Se preparar hoje é bem mais fácil do que era antes e tem educação para todos os perfis e bolsos, pode procurar que você vai achar. Então vai pra cima, se qualifica, que você só tem a ganhar.


E para finalizar, olhando para o futuro, qual a sua dica de ouro para quem quer empreender em 2022? A dica de ouro é escolher um negócio, ou um mercado, que você se identifique. Não olhe apenas para o dinheiro, que é consequência, empreenda com algo que você ame profundamente.






bottom of page