Entrevista: Jesus Luz fala sobre paternidade, inicio de carreira e NETFLIX

A revista VAM Magazine te levará nas alturas com o Jesus Luz. Confira a entrevista com o fenômeno da música eletrônica. Tivemos o prazer de bater um papo com ele sobre a momentos marcantes na carreira, paternidade, saúde mental e infância.


Leia a entrevista completa


VAM: Jesus, quando você começou a trabalhar também como DJ?

Eu costumava brincar com os bailarinos no palco da Madonna, um pouco depois que eu a conheci, e naquela brincadeira com os dançarinos eu conheci um dj muito importante, inclusive ele está no livro do Guines, como um monstro da cena eletrônica. Ele estava tocando no show, eu fui atras da pick-up e ele começou a me dar uma aula ao vivo, e começou a me elogiar por ser brasileiro, que a musica está no nosso sangue, e foi nessa situação que a sementinha foi plantada. Eu digo que eles são meus padrinhos, tanto o Poul quanto a Madonna me deram essa abertura de estar no palco, abrindo os shows dela, e ali começou a minha carreira de dj.

Logo voltei para Nova York fiz o curso, comecei a estudar a mixagem, e quando vi eu estava fazendo carreira internacional, estava tocando em Ibiza. As coisas foram acontecendo em uma velocidade maravilhosa com intensidade, da paixão que eu tive por aquilo também.


VAM: Acredito que subir na passarela deva dar um frio na barriga. Na hora de tocar também dá? Você tem algum ritual antes de subir ao palco?

Todo o trabalho meu que existe uma troca intensa com o público, da um friozinho na barriga. Tenho vários rituais, o principal é a minha oração, peço a Deus que de tudo certo, que não de briga e que a música seja um canal de levar bons sentimentos como a felicidade e outros todos.

Cara, eu tenho sempre esse frio em vários momentos, e esse sentimento me motiva, sendo no trabalho como ator, em cima do palco, ou desfilando, isso faz com que continuemos. E se perdeu o frio na barriga, tem alguma coisa errada. (risos)

VAM: Como é ser ator? Conte um pouco sobre a experiência de participar do Reality Z?

A minha carreira de ator é algo que eu sinto bastante falta, tenho que trabalhar como ator em algum momento do ano. Sem isso, me da um vazio, algo que a carreira de dj ou modelo nunca vai me dar. Então sempre que surge oportunidades especiais, eu super topo, e provavelmente em 2022 estarei atuando para levar arte e também me completar.

Minha experiência no NETFLIX foi incrível, fazia um tempinho que eu não atuava, fiquei amigo de muita gente, aprendi muito, me dediquei e claro, ficou o gostinho de quero mais.


VAM: Qual o maior desafio hoje?

É conciliar a vida de pai, marido, modelo, ator, dj, artista, sem que deixe algum espaço em branco.

Sem que eu deixe alguém precisando de mim, ou que não consiga concluir algo, então busco sempre estar bem, e sempre tenho meus conflitos, e com certeza existe muitos momentos de plenitude, e tento manter esses momentos bons os máximos possíveis.

E o desafio é manter essa paz, junto ao desenvolvimento da minha filha, meu casamento com a Carol, e a gente feliz trocando as melhores energias dentro dessa minha vida corrida.


VAM: Na sua infância como foi o incentivo da música e arte dentro da sua casa?

Cresci em um ambiente totalmente musical, também o pai do meu irmão tocava em uma banda de rock, meu pai tocava violão para a minha mãe, e minha mãe dançava como dançarina profissional, mais para ela e não profissionalmente, então cresci vendo isso, a arte sempre foi muito presente na minha vida.

Com certeza isso foi importantíssimo para criar esse sonho, para criar uma edificação e me permitir sonhar.


VAM: Profissionalmente, Madonna esteve participando de alguns ensaios fotográficos e outros trabalhos que você fez. Mas há algum que ficou marcado? Alguma lembrança especial dessa época?

Com certeza foi para a W Magazine, como meu primeiro trabalho internacional assinado pelo Steven Klein, independente da minha vida pessoal, essa questão profissional com esse trabalho mudou minha vida de forma positiva a partir daquele momento. Esse trabalho merece estar no highlight dos maiores da minha vida.

VAM: Falamos em terapia, como você relaxa hoje em dia? O que faz para cuidar da sua saúde mental?

Sou super hiperativo, tenho TDAH diagnosticado, e tento usar isso ao meu favor, esse lado criativo, mente viajante.

Antigamente via isso como um problema, hoje em dia já vejo isso como grande ferramenta de trabalho, para lidar com as pessoas. É o meu jeito, meu modo de viver a vida, e logico que cuido de mim praticando esportes, cuidando minha alimentação, e tenho crises, mas busco ferramentas e estratégias que já funcionam comigo para mudar a energia e tentar me acalmar um pouco. A terapia é essencial para mim, não tenho um padrão, mas de uma a duas vezes na semana converso com meu terapeuta, e se tiver com alguma questão, ele me retorna na hora. Hoje eu não vivo sem, levo a sério a saúde mental, pois além da vida, trabalho com a noite com muitas viagens, e isso meche com o nosso organismo, é essencial esse cuidado.


VAM: Me conte um pouquinho sobre o sentimento de ser pai? O que você aprende com a vivência?

Cara, é algo muito difícil descrever em palavras, eu fico constantemente com sensação de bem estar, como uma luz. Minha filha perto de mim é algo surreal, indescritível como o amor.

Ela é tudo para mim, e eu não consigo ficar muito tempo longe, nem ela de mim.


VAM: Na música, qual foi o lugar mais incrível que tocou? E porquê?

Não foi um só (risos), mas escolho Espace Ibiza, Green Valey, e em um festival de música eletrônica na Áustria. Ah, têm o réveillon de Ilha Comprida para mais de 200 mil pessoas, onde me sentia voando no palco, com certeza jamais vou esquecer.

VAM: Você é romântico?

Eu não sou um cara romântico. Então quando eu sou, quando eu tenho os meus momentos, é muito surpreendente.

Então Carol se surpreende, pois faço algo inesperado, e isso choca ela. Ela gosta muito e isso é algo único entre nós.


Bate Bola

VAM: Sua música favorita?

A de agora né ? Blame - Gorgon City Terrace Dub

VAM: Um(a) crush da adolescência?

Britney

VAM: Qual o nome da sua saudade?

Luiz Heitor, meu pai.

VAM: Seu maior sonho?

Ser um bom pai e viajar o mundo até os últimos dias.

VAM: A vida para ti é?

Um grande mistério.

Fotógrafo: @vinnynunes_

Entrevista: @dra.andrealadislau || @antonnio.italiano

Stylist: @guguribeiroo

Beleza: @thabatabragamakeup

Assessoria de imprensa @rlassessoria / @ryckleonavicius